Este site usa cookies para recolher estatísticas e melhorar a sua experiência. Ao continuar a navegar estará a aceitar a sua utilização. Saiba mais aqui

* Campos obrigatórios.

  • A sua saúde em primeiro lugar

Dermatologia

Dra. Virgínia Coelho de Sousa / Dra. Sandra Medeiros / Dra. Eugénia Matos Pires / Dra. Daniela Cunha / Dra. Cristina Amaro

Dermatologia

A Dermatologia (ou Dermatovenereologia) é a especialidade médico-cirúrgica que estuda as doencas que se manifestam no órgão PELE: desde o diagnóstico ao aconselhamento e tratamento clínico-cirúrgico, incluindo as situações relacionadas com o cabelo, unhas, mucosas e as doenças de transmissão sexual.

Técnicas de diagnóstico e Tratamento
1) Cirurgia Dermatológica

Cirurgia clássica e reconstrutiva da pele
Como especialidade médico-ciúrgica, a Dermatologia recorre com frequência à cirurgia da pele para remoção de lesões cutâneas, por vezes com técnicas simples de corte e sutura directa mas por vezes com necessidade de efectuar enxertos ou retalhos de pele.

Criocirurgia
Consiste na aplicação local de frio muito intenso fornecido por um agente criogénico, neste caso o Azoto Líquido, cuja temperatura de ebulição é de 196º negativos. É frequentemente usada para o tratamento de lesões cutâneas benignas, pré-malignas (como as queratoses actínicas) e alguns tipos de cancros de pele.

Curetagem
Técnica cirúrgica que permite a remoção de pequenas lesões superficiais (moluscos contagiosos ou verrugas) com um aparelho semelhante a uma colher mas com bordos cortantes.

2) Dermatoscopia Digital Computorizada

Utiliza-se para melhor caracterizar os sinais ou outras lesões da pele, e consiste na observação das camadas mais profundas da pele com lupa e iluminação especial, permitindo registar as características das lesões e efectuar a sua comparação ao longo do tempo.

3) Fototerapia ou fotoquimioterapia

Consiste na exposição controlada a baixas doses de radiação ultravioleta B (narrow-band) ou a uma combinação de psoralenos orais e radiação ultravioleta A (habitualmente denominado por PUVA). Podem ser tratadas desde regiões localizadas, até toda a superfície corporal. E um dos tratamentos mais utilizados e eficazes em doenças de pele crónicas como a psoríase, o vitiligo, o linfoma cutâneo, a alopécia areata, a parapsoríase, o eczema, entre outras. Por outro lado, tem também muito interesse no campo diagnóstico, ao possibilitar a realização fototestes (para casos de sensibilidade à luz solar, como na suspeita de alergia ou hipersensibilidade à luz solar) e testes fotoepicutâneos (nos doentes com alergia de contacto agravada ou desencadeada pela luz ultra-violeta).

4) Provas Epicutâneas

Utilizam-se para estudo das dermatites de contacto e consistem na aplicação no dorso de adesivos com alergénios, com leitura posterior às 72 ou 96h para verificar quais os alergénios que provocaram reacção. Estas substâncias são identificadas nos produtos pessoais ou profissionais utilizados, por forma a serem evitadas.

5) Laserterapia

Usa-se para o tratamento de lesões de pele benignas, cicatrizes, estrias, fotoenvelhecimento, remoção de manchas castanhas, lesões vasculares (rosacea, varicosidades e tumores vasculares), onicomicose, para além de depilação a laser.

6) Dermocosmética

Além do tratamento a LASER, existem outras técnicas, como os "peelings", as injecções de toxina botulínica e a aplicação de preenchimentos com ácido hialurónico, que procuram melhorar particularmente o aspecto cosmético de patologias da pele ou do fotoenvelhecimento.



Dermatologia

Ver CV

Dra. Virgínia Coelho de Sousa

Dermatologia

Ver CV

Dra. Sandra Medeiros

Dermatologia

Ver CV

Dra. Eugénia Matos Pires

Dermatologia

Ver CV

Dra. Daniela Cunha

Dermatologia

Ver CV

Dra. Cristina Amaro

  • Partilhar